terça-feira, janeiro 24, 2012


...e como sou!

‎‎
“Passo metade do dia odiando minha vida e querendo ser sugada pela minha própria insignificância. A outra metade passo rindo do quanto sou dramática e exagerada.” 


6

segunda-feira, janeiro 23, 2012


Já era, Zé.

''Essa vida viu, Zé. Pode ser boa que é uma coisa. Já chorei muito, já doeu muito esse coração. Mas agora tô, ó, tá vendo? De pedra. Nem pena do mundo eu consigo mais sentir. Minha pureza era linda, Zé, mas ninguém entendia ela, ninguém acolhia ela. Todo mundo só abusava dela. Agora ninguém mais abusa da minha alma pelo simples fato de que eu não tenho mais alma nenhuma. Já era, Zé. É isso que chamam de ser esperto? Nossa, então eu sou uma ninja. Bate aqui no meu peito, Zé? Sentiu o barulho de granito? Quebrou o braço, Zé? Desculpa!''

1

sexta-feira, janeiro 20, 2012


Realmente Tento...

“Eu só queria dizer que eu tento. Realmente tento. Tento ser feliz, acreditar no amanhã, no amor, e, sobretudo, nas pessoas. Mas sabe, tem uma hora que cansa, que não dá pra engolir. É seco, é áspero, é rude. ‘Na boa’, tem coisas que podem ser evitadas. Tem dores de coração que não precisam ser sentidas. Não sei se sou sempre egoísta e me vejo como vítima, talvez seja drama, mas, reciprocidade é animal em extinção. A gente sempre quer ser ouvido, mas ouvir é cansativo demais. Esperar? É de comer ou de vestir? É seleção natural, lei do uso e desuso. Me serve, vem. Não serve mais, vai. Começo a duvidar até das sombras. Vai que o errado sou eu, por sentir de mais.”

4

quinta-feira, janeiro 19, 2012


Meu Ataque é Defesa!

"Quando minha auto-estima está em suas piores fases, é aí que a coisa pega: fico com mania de perseguição, acho que tá todo mundo querendo foder comigo, que existe um complô universal contra a minha frágil pessoa. Meu ataque nada mais é do que a defesa amedrontada de uma menina boba."

0

quarta-feira, janeiro 18, 2012


Tí-mi-da!

‎"Sou tímida. Um montão de gente ri quando falo isso, mas sou tí-mi-da. Só quem me conhece a fundo sabe. É que sou o tipo de gente que todo mundo pensa que conhece. Mas se enganam feio. Pouquíssima gente me desvenda. Mostro só o que quero. Não por maldade, mas por proteção. A gente tem que aprender a se proteger. Das escolhas dos outros. E até mesmo das nossas próprias escolhas."

2

terça-feira, janeiro 17, 2012


É difícil ser legal o tempo inteiro...

''Todo mundo quer ser legal, e todo mundo se ferra na empreitada. É difícil ser legal o tempo inteiro. A gente consegue ser legal a maior parte do tempo, mas aí faz uma besteira e pronto: tudo o que você fez de bom é imediatamente esquecido e você se torna apenas aquele que fez a grande besteira. Aí você precisa de mais uns dois meses sendo exclusivamente legal para todo mundo esquecer da besteira. E quando eles esquecem, você faz outra, claro.''

1

segunda-feira, janeiro 16, 2012


... Chamam de Afinidade!

“Não sou da espécie robótica, embora tenha sensores de reconhecimento facial e mecanismos que reconhecem vozes. Sou daquele tipo sensível demais, que gosta de olhar nos olhos. Sou dessas que não se contentam com o sentimento automático, ou com a frieza da modernidade. Gosto de me encaixar na anatomia de abraços sinceros, daqueles que posso medir a temperatura dos corações com esse tal termômetro que as pessoas chamam de afinidade.” 

5

domingo, janeiro 15, 2012


Que Todos Amem... MAIS!

"Espero que as pessoas sejam mais tolerantes... que cuidem mais dos seus sonhos ao invés de tentar estragar a vida do outro com fofoca e sentimento barango. Espero que todo mundo ame mais. Que se abram para o amor.”


2

quinta-feira, janeiro 05, 2012


Abstinência de amor?

Tudo começa quando o objeto de sua adoração lhe dá uma dose generosa, alucinante de algo que você nunca ousou admitir que queria - um explosivo coquetel emocional, talvez, feito de amor estrondoso e louca excitação. Logo você começa a precisar dessa atenção intensa com a obsessão faminta de qualquer viciado. Quando a droga é retirada, você imediatamente adoece, louco e em crise de abstinência (sem falar no ressentimento para com o traficante que incentivou você a adquirir seu vício, mas que agora se recusa a descolar o bagulho bom – apesar de você saber que ele tem algum escondido em algum lugar, caramba, porque ele antes lhe dava de graça). O estado seguinte é você esquelética e tremendo em um canto, sabendo apenas que venderia sua alma ou roubaria seus vizinhos só para ter aquela coisa mais uma vez que fosse. Enquanto isso, o objeto de sua adoração agora sente repulsa de você. Ele olha para você como se você fosse alguém que ele nunca viu antes, muito menos alguém que um dia amou com grande paixão. A ironia é que você não pode culpá-lo.

3

''E se eram os hífens que me separavam do meu amor-próprio, tenho tudo que preciso agora: tanto autorrespeito."
2

quarta-feira, janeiro 04, 2012


Arriscar... Prender!

" A gente se arrisca porque gosta de chorar de vez em quando. E se arrisca mais forte ainda porque gosta de sorrir também, digo eu, que não gosto nem um pouco do verbo prender. Prender o riso. Prender o choro. Prender o grito. Prender o verbo. Faz a gente deixar de ser a gente. Prefiro Dar. Entregar. Partilhar. Entrelaçar.”

0

terça-feira, janeiro 03, 2012


Pedi para a vida andar no seu rumo...

“No dia trinta e um de dezembro eu olhei para o céu, tentei imaginar aonde estava você, como estava você. Tentei visualizar o seu rosto, o seu sorriso, os seus abraços de felicitações de ano novo. Tentei sentir a sua bebida gelada e o seu corpo quente. Depois da meia-noite eu olhei para o céu e uma estrela me chamou a atenção. Era grande, forte, tinha uma luz diferente das outras. Era uma estrela especial. Brilhava. Se destacava. Olhei para ela, fechei os olhos, fiz um pedido. Eu pedi para você ser feliz. Pedi para você ter um ano bom, para você ter paz, aquela paz com sabor de qualquer fruta boa e doce. Pedi para você atingir as suas metas. Pedi para você sentir o meu abraço. Meus braços lhe envolvendo e lhe tirando todas as energias negativas, todos os problemas, todos os temores. Pedi para você sentir o meu beijo. Minha boca lhe tirando todas as palavras, desamores, desilusões e dificuldades. O terceiro nó é seu, mas não pedi você para mim. Pedi para a vida andar no seu rumo, de acordo com as suas leis. Pedi para ser feito o melhor para nós dois, mesmo que isso me mantenha longe de você.” :p

0

segunda-feira, janeiro 02, 2012


Vai ser Diferente!

"(…) Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente." 

1

domingo, janeiro 01, 2012


Amor Sem Photoshop

É tão bonito a gente desenhar um sonho ao lado de alguém. De olhar no fundo do olho da pessoa e saber que é ela. Isso é único. E muito, muito especial. Quem tem um amor assim sabe do que estou falando. É uma sensação quase inexplicável de paz. Acho que é o mais próximo que conseguimos chegar de nós mesmos. Agora eu entendo: encontrar o amor da nossa vida faz com que a gente se reconheça sem máscaras – e, com isso, ame sem photoshop. #3anos,6Meses!()


1